NOTÍCIAS TECNOCOCO

Procedimentos para realização da prática da hibridação na Fazenda Pedra D’água – Conde -BA

Pocedimentos para realização da prática da hibridação na Fazenda Pedra D’água – Conde -BA 

 

Dados técnicos :

- Número de plantas a serem trabalhadas inicialmente – 1.000 plantas

- Cada emasculador (a) inicialmente ficará com 200 plantas, sendo divididas e numeradas as filas de acordo com o funcionário específico para cada.

- Utilização de fichas de emasculação, polinização e estoque de pólen.

 

> Processo de Emasculação (retirada das flores masculinas das plantas anãs).

- Cada emasculador deverá percorrer todas as plantas sob sua responsabilidade, para definir quais as plantas a serem trabalhadas no dia;

- A inflorescência não pode ser aberta naturalmente;

- Não podemos ter nenhuma desconfiança que a inflorescência poderá se abrir a noite, por esse motivo 4 a 5 dias antes da abertura natural da inflorescência, vamos abri-la e retirar as flores masculinas;

- A inflorescência nas condições normais é lançada de 20 a 23 dias, na época chuvosa e 15 a 18 dias na época seca, para o caso do coco anão verde. Este acompanhamento será realizado pelas fichas de controle;

- Selecionar no dia anterior as plantas que serão trabalhadas no dia seguinte;

Sintomas que evidenciam a proximidade da abertura da inflorescência:

- Alargamento das estrias;

- Caroço na inflorescência, devido ao crescimento da flor feminina, que se localiza mais abaixo;

- Mudança da cor verde, tanto na base como na extremidade para marrom;

Procedimento para abertura da inflorescência:

- Antes da emasculação, fazer a limpeza da inflorescência, retirando-se folhas, palhas e insetos que atrapalhem o correto manejo;

- Amarrar a lona no pé da inflorescência, visando reter todas as flores masculinas que serão cortadas;

- Abrir a inflorescência com corte na parte superior de tesoura, tendo o cuidado para não atingir as flores masculinas, depois corta-se até embaixo com a faca e retira-se as espatas (folhas grossas), lançando-as ao pé da planta. Ter o máximo de cuidado para não lançar as espatas no solo com flores masculinas.

- Corta-se primeiro os ramos que não possuem flores femininas e em seguida os que possuem flores femininas a cerca de 5 cm destas. Ainda sobram flores masculinas nas hastes, que são retiradas manualmente. Todas as flores masculinas serão depositadas dentro da sacola presa na cintura do trabalhador e posteriormente enterradas em buraco.

- Retirar também as flores masculinas que ficam presas às flores femininas (chamadas de companheiras), para não ocorrer à autopolinização.

- Realiza-se uma revisão final, com objetivo de verificar a sobra de flores masculinas nas palhas, folhas e no chão.

Obs.: Antes de começar o trabalho na planta, fazer um buraco próximo a esta, onde serão enterradas todas as flores masculinas e restos da cultura.

 

> Coleta de pólen dos coqueiros gigantes

- Possuímos uma área com 10,0 ha plantada com coqueiro gigante da Praia do Forte, com objetivo da coleta de pólen para o processo da hibridação;

- Essa atividade ficará a cargo de coletor de pólen, bem como a secagem e armazenamento no freezer, sendo disponibilizada uma mulher para debulhar as flores masculinas;

- As flores masculinas após serem debulhadas ficarão secando a sombra, em local ventilado por pelos menos 2 dias, visando obter a umidade mínima desejada, sendo em seguida ser colocada em sacos de papelão e posteriormente na estufa.

 

> Processo de Polinização

- Consiste na polinização das flores femininas das plantas anãs com pólen oriundo das plantas gigantes;

- Após a emasculação as flores ficam receptivas a fecundação, sendo realizada a polinização no período de 15 a 23 dias, a depender da época do ano.

- Processo desenvolvido por mulheres, na proporção de 500 plantas para cada;

- Para maximizar o processo de hibridação, é necessário se determinar tanto o início quanto a duração da fase feminina, em uma amostra representativa das plantas matrizes. O início e a duração de aplicação do pólen por inflorescência só devem ocorrer, de acordo com essas informações. Para o polvilhamento, o pólen é misturado com talco na proporção de 1:4 e depois aplicado com uma piseta sobre toda as flores femininas da inflorescência, no período de 5 dias.

 

> Colheita das Sementes

12 meses após a polinização, a semente está apta a ser colhida e comercializada.

 

> Germinadouro

Caso o cliente opte pela aquisição de mudas, é necessário um período de 4 a 6 meses após a colheita das sementes.

 

 

Please reload

Povoado Vermelho - BA 099

30km de Conde, Bahia.

Antônio Barbosa: 71 99981 7854
Paulo Chaves: 71 98122 6468